Como funciona os leilões eletrônicos

Você já pensou em participar de algum leilão? Diversos participantes de tal evento, constataram que o mesmo é a melhor alternativa para realizar a compra de bens.

Publicidade




E um leilão eletrônico, ou também conhecido como leilão online,é uma boa alternativa, não? Apesar de parecer, novidade,diversas pessoas já aderiram à ideia. Já que apresenta diversas vantagens.

A principal vantagem, apesar de parecer óbvio, é que não há a necessidade de você sair de sua casa, ou de onde quer que esteja, o que é uma boa opção para o momento de pandemia em que vivemos.

No entanto, para que você possa participar de um leilão como este, é preciso primeiramente saber tudo a respeito, por esse motivo, solicitamos a sua leitura para este breve explicativo artigo.

O que é um leilão eletrônico?

Como dissemos no início do artigo, um leilão trata-se de um evento, na qual são negociados bens, através de lances.

Aquele que oferecer o maior valor pelo que está sendo anunciado, poderá então te-lo em sua posse.

Em um leilão, pode ser anunciado produtos de alto valor, como imóveis e veículos, no entanto, ainda é possível encontrarmos o que chamamos de relíquias.

Publicidade




As relíquias em questão, trata-se de objetos que atualmente possuem um alto valor, por se tratar de algo, um tanto quanto “raro”.

Leilões online por sua vez, possuem a mesma finalidade que o convencional, porém, por circunstâncias óbvias, algumas condições se alteram.

Em um leilão, seja ele online ou não, os produtos que são postos a negociações, são provenientes de órgãos com a CEF-Caixa Econômica Federal, Departamentos de trânsito e a própria Receita Federal.

Mas vale ressaltar que existe a participação destes, quando o leilão em questão for público.

Quando a responsável pelo evento for uma empresa privada, a mesma tomará conta do que está sendo posto.

Leilões online poem ser acessados através de aplicativos (cuja instalação na maioria das vezes é gratuita, além de estar disponível para a maioria dos smartphones), ou até mesmo por sites.

Mas deve atentar-se, pois existem milhares de eventos como esses falsos, cujo intuito principal é pegar  seu dinheiro, através de um lance feito por um bem, que por sial, não existe.

E para que tal incidente não aconteça com você, o que recomendamos é que veja a procedência do evento, assim como a empresa que está o disponibilizando.

Veja também avaliações e cometários sobre a mesma.

Mas apesar de termos dito aqui, que é possível que você realize a compra de bens, ainda não ressaltamos que também é possível anunciar o que você tem.

No entanto, é importante que saiba que o valor dos produtos anunciados em leilões, são os mais baixos do mercado. E justamente por essa razão, é que há uma grande demanda pela busca do evento.

Como funciona os leilões eletrônicos?

O funcionamento de um leilão eletrônico, é semelhante ao evento físico, porém, existem algumas coisas que com certeza sofrerão alterações.

A princípio como já dito, você deve certificar que o leilão que você pretende participar, é realmente seguro. Quando já acessar o site ou aplicativo na qual será transmitido o leilão, será necessário que faça um cadastramento.

O cadastramento em questão, solicitará alguns dados extremamente pessoais, como dados da sua conta bancária, documento como CPF, entre diversas outras coisas. Por isso que é muito importante ver se oque você está fazendo realmente é confiável.

Quando tudo isso já estiver feito, é hora então de prestar atenção no que está sendo oferecido, para que possa dar os lances.

É importante ressaltar que você deve ter condições de pagar o valor que oferecer. Além disso, é essencial que saiba os bens que realmente vale a pena comprar.

Publicidade




Para que você possa dar os lances, é preciso que analise a plataforma que está mexendo, previamente. Assim, a mesma lhe assará instruções de como tudo funciona.

Fique atento aos valores de lances oferecidos pelos outros participantes, assim, terá mais noção de como está sendo o jogo.

Já fiz o arremate do bem, e agora, como faço pra pagar?

O arremate, ou também a compra do produto que estava sendo leiloado, é o primeiro passo para te-lo em suas mãos. O próximo é o pagamento, que por sua vez, também é feito de forma digital.

Quando efetuada a compra, você deve entrar em contato com o vendedor, assim, o mesmo lhe passará instruções a respeito do pagamento.

Mas já ressaltaremos aqui, que você deverá realizá-lo por meio de um depósito em dinheiro, na qual não deve ser parcelado.

Ou também por meio Transferência Eletrônica Disponível, o que também chamamos de TED.

Apesar de não termos dito ao decorrer do artigo, ainda sim é interessante que saiba, que os leilões podem ter uma taxa de custo, que vai além do que está sendo leiloado.

Além de haver uma porcentagem destinada ao leiloeiro, ou seja, aquele que realiza o evento, ainda é possível que pague por transferências, transporte até a sua casa, entre outras coisas.

Publicidade




Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

NOVAS: