Saiba avaliar bem um automóvel antes de arrematá-lo

Você já parou pra pensar que um carro usado completo e bem conservado pode ser um negócio muito mais em conta que um zero quilômetro básico? No entanto, por mais que isso seja verdade, no caso dos carros usados, é necessário ter cuidado redobrado na hora da compra. Afinal, debaixo de um capô bem polido pode haver um motor defeituoso, entre tantos problemas que, volta e meia, acabam resultando em dor de cabeça para os novos donos. Mas não se preocupe, pois neste artigo listaremos pelo menos alguns itens que não podem deixar de ser avaliados antes de comprar um carro usado. Então anote aí!

Exame da lataria

  • Nunca inspecione um carro em um dia chuvoso: gotas de água podem cobrir defeitos na carroceria ou na pintura. Evite também a exposição ao sol ao meio-dia ou no final da tarde, o que pode dificultar a avaliação.

 

  • Observe os encaixes de portas, capô e tampa do porta-malas. Eles devem estar alinhados. Todos os vãos devem ter espaços iguais e as portas não devem raspar nos batentes. Qualquer diferença pode indicar que o carro foi batido.

 

  • Passe o dedo pelo vão das portas. A distância em toda a extensão e em todas as portas, tem que ser as mesmas. Se um lado for menor que o outro, pode ser que o carro tenha sido batido e mal desamassado, podendo até ter problemas de alinhamento.

 

  •  indicador importante é a diferença no tom da cor entre a pintura externa e a interna (geralmente na porta ou moldura da porta). Essa diferença deve existir porque o carro é envernizado por fora. Na lataria interna, a cor é mais fosca. Alguns funileiros deixam tudo no mesmo tom, denunciando o reparo.

 

  • Olhe o carro de frente, encostando o rosto no para-lama e analisando toda a lateral. Esse recurso é eficiente para descobrir diferenças de textura na tinta, desalinhamento das portas ou pequenos amassados na chapa.

 

  • As pequenas manchas de tinta na lanterna, faróis, grade e pára-choque indicam a necessidade de repintura. Existem oficinas que, em vez de desmontar a lataria, apenas empapelam essas peças para ganhar tempo.

 

  • Abra o porta-malas e levante o estepe. Se o lugar onde fica o pneu estiver oval ou amassado, pode ter sido mal consertado após uma batida na traseira.

 

  • No teto do carro, quase sempre há três borrachas que denunciam uma nova pintura: a da junção entre para-brisa e capota e as que escondem a emenda do teto com as laterais. Levante um pedacinho e veja ou apenas passe o dedo por baixo da borracha. A diferença de tonalidade e o “degrau” entre a tinta nova e a tinta antiga vão revelar que a lataria já foi pintada.
  • Remova a borracha que ficam em volta dos batentes das portas, que são apenas encaixadas. Você encontrará as juntas de solda originais de fábrica. A distância entre eles geralmente varia entre 5 e 10 cm. Se não houver pontos ou pontos faltando, é porque o corpo foi reparado. Uma oficina chegou a colar a borracha para evitar que fosse removida, ocultando o processo de reparo.

 

  • Verifique se todos os números do chassi gravados nos vidros são iguais aos do carro e dos documentos. Alguns falsificadores não marcaram os vidros porque normalmente ninguém se lembra de conferir. Verifique também e o desenho das letras é igual em todas as marcações. As empresas de gravura dificilmente podem reproduzir o mesmo padrão no novo vidro.

Pneus

Antes de comprar um carro usado, verifique o estado dos pneus. Um pneu novo ou pelo menos um pneu em bom estado pode nem fazer grande diferença no preço final neste momento, mas considerando o valor equivalente a 4 pneus simples, você pode economizar pelo menos mil reais. Além disso, certifique-se de verificar o estado do pneu sobressalente, pois é comum que o motorista só perceba a falta desse acessório obrigatório quando realmente precisa trocar um dos pneus.

Acessórios

Acessórios como ar condicionado, freios ABS e sensores de estacionamento valorizam muito os veículos. No entanto, procure avaliar se o acessório em questão trará efetivamente algum benefício para seu dia a dia ou se apenas servirá para encarecer a compra. Se você planeja usar seu carro para deslocamentos básicos, como ir para casa, para o trabalho, não precisa comprar um carro com direção de couro e aerofólio, por exemplo, você não concorda? Pese os custos e benefícios antes de tomar uma decisão!

Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

NOVAS: